Menu topo

‘Parecia a esquadrilha da fumaça’, diz homem que viu o avião cair

Célio de Araújo conta que aeronave que transportava ministro Teori Zavascki soltou fumaça antes de atingir a água.

teori_acidente_aviaoVeja – Era mais um dia normal na vida do barqueiro Célio de Araújo, de 55 anos. Pelé, como é conhecido na cidade, tinha colocado seu barco Vera Marina nas águas de Paraty para levar cinco adultos e uma criança de 10 anos no passeio de uma hora. Quando estavam entre a Ilha Rasa e a Praia de Bom Jardim, avistaram um avião voando baixo.

“Vi o avião baixando cada vez mais e avisei: ‘Ele vai cair’. De repente ele soltou um bolo de fumaça branca, parecia a esquadrilha da fumaça. Passou por cima de nós, depois foi perdendo altitude, veio rodando pela direita, bateu com a asa direita na água e capotou”, relata o experiente marinheiro.

Pelé conta que os passageiros que transportava ficaram desesperados. Imediatamente acionou a Defesa Civil: “Liguei para eles, me identifiquei para não acharem que era trote, e expliquei que não tinha como ir para o resgate porque a criança já chorava muito. Mas eles chegaram bem rápido”, conta.

O barqueiro contou ainda que, de fato, chovia na hora da queda. “Sim, estava chovendo naquele ponto, mas a chuva mais forte caiu depois, durante o resgate. Pela fumaça que vi, a queda nada teve a ver com o tempo. Houve um problema na aeronave”, disse Pelé.

do blog: Porque não há coisa encoberta que não haja de manifestar-se, nem coisa secreta que não haja de saber-se e vir à luz. Lucas 8:17.

PT_image_largeO presidente nacional do PT, Rui Falcão, abriu esta semana o evento de lançamento do congresso nacional da legenda, em ambiente pautado pela morte do magistrado Teori Zavascki. O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), relator dos processos da Operação Lava Jato endereçados à Corte, foi lembrado com um minuto de silêncio no auditório lotado do Hotel Jaraguá, na região central de São Paulo.

Pouco antes, o partido distribuira nota assinada por Falcão, em que lamenta a morte do jurista, considerado “homem público exemplar, que dedicou sua vida à busca da Justiça”. Falcão assinalou a relevância da carreira de Zavascki antes de ser indicado por Dilma Rousseff, em 2012, para ocupar uma cadeira no STF. “Foi um excepcional professor de Direito e autor de livros fundamentais. Deixará para a posteridade o legado de um magistrado respeitado por sua competência técnica, equilíbrio e ética.”

Nos corredores e rodas de conversa, no entanto, o clima era de apreensão e de estranhamento com as circunstâncias da queda do avião em que ele viajava.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva caminha para assumir a presidência do partido que ajudou a fundar em fevereiro de 1980 e que venceu as quatro últimas eleições presidenciais. Ontem, Lula afirmou que o congresso dará oportunidade aos petistas de fazer um reflexão profunda sobre” o que aconteceu” – referindo-se ao desgaste da imagem do PT que levou à acachapante derrota eleitoral do ano passado.

trumpEm Washington a posse do novo presidente dos Estados Unidos, o republicano Donald Trump. Na cerimônia, o 45º presidente do país fez um discurso marcado por um tom protecionista, nacionalista e populista, apontando para a defesa dos interesses do país, dos trabalhadores e da classe média norte-americana, para os interesses comerciais de seu país e de suas próprias fronteiras. Como na campanha.

Ele começou o discurso elogiando a postura do agora ex-presidente Barack Obama e sua mulher Michelle, dizendo que o casal foi “magnífico” nas relações e reuniões relativas à transmissão de cargo. Mas o elogio parou aí. Trump abriu novo parágrafo e assumiu sua personalidade real: “Não estamos apenas transmitindo o poder de uma administração a outra, ou de num partido para outro, estamos transferindo o poder de Washington, DC, e devolvendo para vocês, o povo. Por tempo demais um pequeno grupo na capital da nação recebeu os louros do governo enquanto as pessoas pagaram pelo custo. Washington florescia, mas o povo não compartilhava de sua riqueza. Os políticos prosperaram, mas o emprego sumiu e as fabricas fecharam”, disse, sob aplausos.

Embora nas ruas desde às 5hrs da manhã de hoje, depois de 17 ônibus queimados, frota volta a circular em número reduzido em Natal. Mas as empresas ainda podem recolher os transporte coletivo, isso porque já nas primeiras horas da manhã, já ocorreu um incêndio com um micro-ônibus da Linha 06 foi incendiado na manhã desta quinta-feira, 19, no bairro Nova Esperança, na cidade de Parnamirim, região metropolitana de Natal.

De acordo com testemunhas, dois bandidos em uma motocicleta abordaram o veículo e atearam foco.

Ainda segundo relatos, após incendiar o carro, os criminosos fugiram realizando disparos para o alto. A dupla estava encapuzada. A ação aconteceu próximo à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da região.

Um vídeo gravado por um popular mostra o veículo sendo consumido pelas chamas.

O governador vai às redes sociais dizer o que a população queria ouvir.

“Nosso governo não negocia com bandidos, o governo não recua” disse o governador, em vídeo ontem, 18.

Quando a população achava que tudo se resolveria com intervenção do governo, eis que as noticias desta quinta-feira, 19, são de que as estratégias de como conter o motim no presídio de Alcaçuz, não foi do governo e sim dos marginais, que sugeriram as transferências de 220 presos.

Lamentável ver o governo da segurança, refém dos marginais presos.

Enquanto isso… a população fica refém dos marginais soltos.

A policial Civil e o Policial Militar, negociaram com os marginais na tentativa de receberam a missão dos PRESOS para descobrir as exigências dos PRESOS.

O procurador Geral de Justiça, Rinaldo Reis afirma neste momento na 96FM “quem dita as ordens são os detentos, que tem o controle de tudo, inclusive controlando de dentro do presídio os crimes aqui fora”.

presidio_alcacuz_RNFora do controle, situação em Alcaçuz cada vez mais assusta o natalense, que sofre com o terrorismo nas ruas da cidade. A Secretaria de Segurança Pública e Defesa do Rio Grande do Norte – Sesed, manteve contato com chefes de facções criminosas para tentar retomar nesta semana o controle da penitenciária estadual de Alcaçuz, na Grande Natal. O presídio, o maior do Estado, foi palco da matança de pelo menos 26 detentos no fim de semana. O secretário de Segurança Pública e Defesa Social – Sesed, Caio Bezerra, disse que os chefes de facções foram informados que a polícia não iria mais permitir confrontos entre criminosos.

Em vídeo divulgado ontem, com mensagem do governador Robinson Faria, exibido em post no blog é Francisco Gomes Robinson afirma que não negocia com bandidos. Mas, não é o que se sabe. Imagens registradas mostram policias negociando com marginais nas dependências do presídio. Uma delegada de Polícia Civil e um oficial da Polícia Militar comandam as conversas com criminosos.

Nesta quarta-feira, 18, 220 presos ligados ao Sindicato do RN foram retirados de Alcaçuz e levados para a Penitenciária Estadual de Parnamirim, de onde detentos foram retirados para serem transferidos a outras prisões.

Inicialmente, o governo planejava fazer uma permuta e levar para Alcaçuz 116 detentos sem ligações com facções que estavam Parnamirim. Mas tudo foi por água abaixo com decisão judicial da juíza corregedora responsável pelo presídio, que impediu a transferência.

onubus_macau_fogoUm ônibus foi incendiado na cidade de Macau no inicio desta noite, mas ainda não se sabe da relação com o que tem ocorrido na Capital Potiguar, nesta quarta-feira, 18. Um total de 12 ônibus foram queimados em um intervalo de menos de uma hora em Natal.

A capital potiguar vive uma crise no sistema penitenciário com rebelião, que segundo nota oficial do governo vitimou 26 pessoas na Penitenciária de Alcaçuz, no sábado passado.

Em Natal os crimes tem relação com a disputa entre facções criminosas.

Em Macau, em contato com o Plantão da Delegacia Civil, segundo o agente Wilson, ainda não se sabe detalhes do ocorrido e que até o momento nenhuma ocorrência fora feita por parte do proprietário ou motorista do transporte.

Não está confirmado também uma ligação com facções.

Nas redes sociais corre que ameaças foram feitas por criminosos sobre atear fogo no prédio das marisqueiras.

Ministério Publico do Estado do Rio Grande do Norte – MPERN, Recomenda ao prefeito Túlio Lemos que não realize carnaval em detrimento a situação de “caos” existente no município, divulgado pelo prefeito através do decreto de Estado de Emergência Administrativa 2.295/2017, de 11 de janeiro, onde o mesmo tem vigência de 180 dias.

Segundo a recomendação da Promotoria de Justiça da Comarca de Macau, não se entende como se não pode oferecer os serviços básicos ao município, ao mesmo tempo que se pode contratar BANDAS, para CARNAVAL, sendo este evento e bandas, motivadores de processos envolvendo gestores da cidade.

A promotoria Isabel Siqueira de Menezes, orienta que o prefeito se abstenha de realizar despesas com eventos festivos, considerando que se incluindo a contratação de artistas, de banheiros químicos, montagem de estruturas para eventos – palcos e arquibancadas, dentre outras despesas, enquanto durar o estado de emergência.

Além disso, sabe-se que no período do carnaval é comum o aumento demográfico no município, e consequentemente o consumo de água, numa cidade onde hoje esse recurso é escasso ou inexistente.

A Promotoria fixou o prazo de três dias para que o prefeito se manifeste, informando se acata ou não a Recomendação, e em que termos, a fim de que o Ministério Público do Rio Grande do Norte possa avaliar as medidas extrajudiciais ou judiciais cabíveis para o caso.

A recomendação é de ontem, terça-feira, 16.

WhatsApp Image 2017-01-18 at 17.52.17

WhatsApp Image 2017-01-18 at 17.52.31

Apenas os três irmãos Marinho, herdeiros do grupo Globo, e mais cinco homens possuem juntos a mesma riqueza que mais de 100 milhões de brasileiros, que representam mais da metade da população do país. A fortuna acumulada pelos oito brasileiros mais ricos em 2016 é estimada em R$ 285,8 bilhões, segundo a revista Forbes. A conclusão foi divulgada ontem (16), no Fórum Econômico Mundial, na Suíça, pela ONG Oxfam, no estudo Uma economia humana para os 99%.

Embora as fortunas de alguns bilionários possam ser atribuídas ao seu trabalho duro e talento, a análise da Oxfam para esse grupo indica que um terço do patrimônio dos bilionários do mundo tem origem em riqueza herdada, enquanto 43% podem ser atribuídos ao favorecimento ou nepotismo”, diz o documento.

O documento associa ainda a concentração de riqueza à remessa de fortunas a paraísos fiscais, associada a sonegação de impostos, e ao aumento do lucro de acionistas de empresas.

Fechar