Menu topo

Duas sessões ordinárias por semana parece não ser muito para que os edis macauenses descubram o verdadeiro papel de um parlamentar municipal. Em Macau a pauta não passa de interesses pessoais. Os vereadores não sabem ainda o que competem as suas obrigações como funcionários públicos do povo.

Uma dica vai aqui: É de competência dos edis entre muitas outras coisas, julgar o prefeito e vereador em determinadas infrações político-administrativa; fiscalizar os atos do prefeito, formulando as críticas construtivas e esclarecedoras, assim também como, deve ter o vereador  assiduidade; [comparecer às sessões do Plenário e das Comissões]; atenção aos eleitores, tanto nas reivindicações coletivas como nas individuais.

É seu dever ainda, lutar pela construção e funcionamento de escolar, de hospitais e postos de saúde, pavimentação de vias públicas urbanas, entre outras…

Mas no município salineiro, vereadores parecem ter apenas uma incumbência, a de reclamar por cargos e vantagens.

Por que falo isso? simples! Uma amostra é o antigo esgoto a céu aberto as proximidades do Hospital Antônio Ferraz, logo na entrada do hospital, onde se observa e sente-se a velha “Vala Negra” dando boas vindas aos pacientes que precisam de atendimento médico hospitalar.

Mas não existe na “casa do povo”, uma só voz chamando o prefeito a este fato.

vala_negra_macau

Sobre o Autor:

Estudou em escola pública de Barreiras, Escola Municipal Alferes Cassiano Martins [Macau] e na Escola Estadual winston churchill [Natal], formado em Ciências Econômicas e pós-graduado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, funcionário público.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Fechar