Menu topo

seminario_microcefalia

O número de casos suspeitos  de microcefalia aumentou para 106. Este é o registrados no Rio Grande do Norte. O Estado é o quarto em número de casos e está em primeiro em mortes de bebês pela má formação e suspeita de infecção pelo vírus Zika, com sete óbitos, segundo o Informe Epidemiológico sobre Microcefalia, divulgado ontem, dia 8, pelo Ministério da Saúde. Os casos ainda estão em investigação para confirmar a causa dos óbitos.

Em todo o Brasil, até o dia 5 de dezembro, foram registrados 1.761 casos suspeitos de microcefalia e 19 óbitos, em 422 municípios de 14 estados. Pernambuco apresenta o maior número de casos, com 804 registros, seguido pela Paraíba com 316, Bahia [180] e o Rio Grande do Norte. As mortes foram registradas no Rio Grande do Norte (7) e nos estados de Sergipe [4], Rio de Janeiro [2], Bahia [2], Maranhão [1], Ceará [1], Paraíba [1] e Piauí [1].

Em meio ao surto de casos, a Secretaria Estadual de Saúde Pública divulgou ontem [8], nota técnica orientando os profissionais que atuam na rede de atenção básica sobre o reforço nos cuidados com gestantes e o recém-nascido e chamando a atenção para a vigilância dos fatores de risco sanitários e associados à gravidez [veja ao lado].

Sobre o Autor:

Estudou em escola pública de Barreiras, Escola Municipal Alferes Cassiano Martins [Macau] e na Escola Estadual winston churchill [Natal], formado em Ciências Econômicas e pós-graduado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, funcionário público.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Fechar