Menu topo

camaaaraA Câmara Municipal de Natal [CMN] aprovou, na tarde desta quinta-feira [10], uma regulamentação ao Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos dos profissionais da saúde, reduzindo a jornada de trabalho dos enfermeiros na rede pública de Natal. Com o projeto de lei complementar Nº 23/2015, a carga horária dos profissionais vai passar de 40 para 30 horas semanais. A matéria foi aprovada em segunda votação, em consenso com o Executivo.

De acordo com o líder do governo na Câmara, Raniere Barbosa [PDT], a redução da jornada ocorrerá sem perdas salariais e já havia sido acordada entre o Sindicato da Saúde e a Prefeitura de Natal.

“Essa regulamentação da jornada de trabalho dos enfermeiros é uma luta antiga do movimento sindical e hoje a Câmara está fazendo um grande trabalho, aprovando a redução sem perdas salariais. Votamos a matéria em primeira discussão no final do ano passado e garantimos que a segunda votação teria prioridade na pauta, após concluirmos a apreciação ao Plano Municipal de Educação”, afirmou Raniere.

A proposta fixará em 30 horas a carga de trabalho semanal não só dos enfermeiros, mas também de técnicos e auxiliares de enfermagem. A intenção é garantir a essas categorias o mesmo benefício já concedido aos fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais em todo o país.

Em votação da Lei Orçamentária Anual para 2016, a Câmara Municipal aprovou no ano passado, também de forma consensual, uma emenda da vereadora Amanda Gurgel [PSTU] reservando R$ 875 mil para garantir a redução da carga horária desses profissionais, sem a atual perda de 25% nos salários.

“Essa é uma importante vitória para todos os profissionais da área da enfermagem. Fico muito feliz em saber que nosso mandato conseguiu contribuir para essa conquista”, destacou a parlamentar.

Sobre o Autor:

Estudou em escola pública de Barreiras, Escola Municipal Alferes Cassiano Martins [Macau] e na Escola Estadual winston churchill [Natal], formado em Ciências Econômicas e pós-graduado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, funcionário público.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Fechar