Menu topo

O PT e movimentos sociais ligados ao partido estavam inconformados com o fato de o senador Jorge Viana [PT-AC] ter se movimentado intensamente para evitar que Renan Calheiros [PMDB-AL] fosse afastado da presidência do Senado.

PTistas torciam para Viana assumir como forma de empurrar o governo de Michel Temer definitivamente para a crise, com dificuldade de aprovar qualquer medida do pacote econômico que apresentou.

Viana diz que trabalhou até contra ele mesmo em nome da estabilidade do país. “Temos que separar as coisas. Eu estava mediando conflitos e não poderia ser agente da crise”, disse o senador à coluna.

PT um partido perto do fim.

Sobre o Autor:

Estudou em escola pública de Barreiras, Escola Municipal Alferes Cassiano Martins [Macau] e na Escola Estadual winston churchill [Natal], formado em Ciências Econômicas e pós-graduado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, funcionário público.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Fechar