Menu topo

Jornal do Brasil – Com índice de rejeição recorde, segundo pesquisa recente do Ibope que aponta 46% de reprovação e apenas 13% de aprovação, o presidente Michel Temer disse, durante café da manhã com jornalistas nesta quinta-feira [22], que sua baixa popularidade não o incomoda e que tem permitido que ele possa adotar medidas fundamentais para o país.

“Dizem que há impopularidade. Isso me incomoda? Digamos assim, que é desagradável. Mas não me incomoda para governar. Alguém até disse, há poucos dias, que a popularidade é uma jaula. Aproveito a impopularidade para fazer aquilo que o Brasil precisa. E é o que estou fazendo. Lá na frente haverá reconhecimento”, afirmou o presidente.

Temer afirmou que não pensa em renunciar antes do fim do mandato ao ser questionado sobre a possibilidade do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassar a chapa Dilma-Temer e também considerando a citação de seu nome em delações de executivos da Odebrecht, incluindo nos depoimentos dados pelo ex-presidente da empreiteira Marcelo Odebrecht ao Ministério Público Federal no âmbito das investigações da Lava Jato.

Sobre o Autor:

Estudou em escola pública de Barreiras, Escola Municipal Alferes Cassiano Martins [Macau] e na Escola Estadual winston churchill [Natal], formado em Ciências Econômicas e pós-graduado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, funcionário público.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Fechar