Menu topo

Arquivos da categoria Tulio Lemos

lampiaoNa sessão desta terça-feira (14), se houver, seria bom se o vereador Lampião (PP), se explique sobre seu discurso na sessão do último dia (7 de março), quando o edil em alto e bom tom revela porque aderiu a base do prefeito Tulio Lemos (PSD). Lampião disse que está no governo porque o prefeito teria lhe dado cargos.

Todos sabem que foi assim na eleição da Mesa Diretora da Casa Legislativa, o que agradou a uns e outros não, pois ainda há edil que se queixe da falta de compromisso do prefeito. Já o vereador Lampião parece que teve mais sorte e que fora agraciado do jeitinho combinado, pois disse que a oposição está com “dor de cotovelo” porque não tem cargos e empregos no governo e só por isso estão na oposição.

“Os vereadores da oposição de Macau falam mal do governo porque não tem CARGOS e EMPREGOS, que os vereadores da situação tem”, disse Lampião.

Na sessão de hoje saberemos se há algum edil que se sentiu ofendido com as declarações de pesadas de Lampião e se este irá se defender das acusações do vereador em plenário. O discurso de Lampião é uma grave acusação contra os colegas que teriam se “vendidos” ao governo Tulio Lemos, trocando apoio por cargos e empregos.

Isso é inadmissível! A sociedade já não tolera mais essa cultura do toma lá dá cá, onde um parlamentar, vem a público declarar que o que importa são apenas os interesses pessoais dele próprio e do Executivo, baseado na troca de favores e corrupção, pois se ele se vendeu em troca de cargos e de empregos como afirma, o prefeito comete o mesmo crime, pois por outro lada comprou-o, e não apenas Lampião, mas segundo o próprio outros colegas também, fazem parte do balcão de troca. E o que era pra ser uma inovação se mantém na mesmice com reflexo de uma política falida, que leva à descrença na classe mais desgastada do país.

Mais uma gesto lamentável de políticos macauenses.

Ao votar em Tulio, uma demanda da sociedade macauense esperavam por um método democrático de gestão, de modo que essas negociações teriam em vista não mais as benesses, mas escolhas técnicas e o interesse público. Mas o que se ver, é a continuidade piorada de cenas de um filme antigo e repetitivo.

O Ministério Público do Rio Grande do Norte – MPERN, através da 1ª Promotoria da Comarca de Macau/RN, emitiu a RECOMENDAÇÃO Nº 2017/0000051878, considerando que a nomeação de parentes para o exercício de cargos públicos em comissão ou de confiança ou, ainda, de função gratificada, constitui uma prática nociva à Administração Pública denominada nepotismo.

Considerando que o nepotismo ao beneficiar parentes em detrimento da utilização de critérios técnicos para o preenchimento dos cargos e funções públicas de alta relevância, constitui ofensa à eficiência administrativa necessária ao serviço público.

O MP questiona as nomeações de parentes do prefeito Tulio Lemos, alegando nepotismo com as nomeações do tio, João Bosco Afonso, que ocupa o cargo de Chefe de Gabinete; do irmão, Jonas Vinícius Bezerra Lemos, para o cargo de secretário de tributação; da esposa, Andrea Cristiane Vasques da Câmara Lemos, para o cargo de Secretária do Trabalho, Habitação e Desenvolvimento Social; e Jemima Marinho Vieira Diniz Aladim, esposa do vice-prefeito, Rodrigo Aladim, para o cargo de Secretária de Turismo.

Assim, o MP recomenda ao prefeito de Macau Túlio Lemos a exoneração, em até 30 (trinta) dias.

Isso ainda sem falar em familiares de secretários, como mãe e irmãs e de assessores do prefeito que também tem parentes nomeados, como irmãos, primos e até esposas.

Estes não foram citados na recomendação, tão somente por falta de conhecimento da promotoria. Mas, como o MP recomendou a exoneração de parentes do prefeito, para quem sabe ler e é bom entendedor, um pingo é letra, agora imagina um catatau de texto.

Em caso de não acatamento da recomendação, o MP adotará as medidas legais necessárias a fim de assegurar a sua implementação, inclusive, através de ajuizamento da ação civil pública de responsabilização pela prática de ato de improbidade administrativa e reclamação perante o Supremo Tribunal Federal.

Fiquei aqui matutando:

O que o Tulio Lemos jornalista escreveria sobre o Tulio Lemos prefeito e sobre o nepotismo, além do insucesso do Carnaval?

tulio_macau_sem_carnavalO prefeito de Macau Túlio Lemos (PSD), prometeu em campanha que faria o melhor e o maior carnaval de todos os tempos, com trios e bandas e sem superfaturamento.

Terminada a campanha, Tulio Lemos continuou com o mesmo discurso.

Em sua peregrinação nas rádios e TV’s da capital, fez a publicidade de que faria o carnaval de Macau – o maior do RN. Dizia ainda que o que ocorria na cidade era o superfaturamento praticado pelas administrações passadas que pagavam altos contratos as bandas.

Bem! Ontem, em sua página do Face, o prefeito anunciou o que metade da cidade já sabia.  Tulio põe um fim nas expectativas e especulações dos muitos macauenses.

Não haverá carnaval em Macau, disse o prefeito.

Dizia que não faria nada que polemizasse antes de terminar as férias do Isaque e o recesso parlamentar. Iria apenas postar uma vez ou outra algumas informações, mas hoje recebo uma denuncia que vem lá da terrinha, Barreiras. Por lá o lixo está tomando de conta da praia e das ruas do distrito, incomodando moradores daquela praia.

Não condeno aqui o prefeito, mas… é melhor avaliar antes da nomeação seus auxiliares. Nomear representantes que não estão capacitados para coordenar sequer o trivial, neste caso, deixar a cidade limpa. A culpa vai cair sempre sobre suas costas.

Parece até ironia, pois isto acontece justamente quando também recebo um release da prefeitura fazendo publicidade de um mutirão de limpeza na cidade. Como mostra imagem abaixo:

macau_lixo

Mas não é o que acontece em Barreiras. Prefeito envie seu secretário a Praia de Barreiras para constatar o que o blog relata e dar uma solução ao problema que os moradores enfrentam.

É lixo por toda parte, ruas e beira de praia.

A falta de sensibilidade ou gestão estão deixando as pessoas incomodadas com tanto lixo espalhado por toda parte. Lamentável.

praia_Barreiras

Ainda aproveitando um “tiquim” de férias do Isaque e o recesso parlamentar que se encerra em breve, este será o último fim de semana de janeiro e das férias desse primeiro semestre de 2017, onde havia dito que esporadicamente viria aqui postar, mas hoje recebi uma denuncia que vem da querida terrinha (Barreiras), que vive nestes primeiros dias de 2017, o abandono por parte do poder publico municipal.

Como um eterno amante de suas belezas, não pude me isentar de repercutir isto que é fato.

As imagens mostram o retrato do abandono que fere as belezas existentes na praia de Barreiras e que vem incomodando seus moradores.

O representante do prefeito Tulio Lemos, o qual não sei nem mesmo seu nome, pois caiu de paraquedas no distrito, demonstra total despreparo como gestor. Uma prova disso são as montanhas de lixo despejados na praia do distrito e por todas ruas da praia.

Não há nenhuma desculpa para isso se não o total despreparo.

Até meados de janeiro havia uma empresa que coletava o lixo e há pouco o prefeito contratou outra empresa para realizar a coleta.

Mas as imagens mostram uma comunidade inteira ao abandono.

 

Ministério Publico do Estado do Rio Grande do Norte – MPERN, Recomenda ao prefeito Túlio Lemos que não realize carnaval em detrimento a situação de “caos” existente no município, divulgado pelo prefeito através do decreto de Estado de Emergência Administrativa 2.295/2017, de 11 de janeiro, onde o mesmo tem vigência de 180 dias.

Segundo a recomendação da Promotoria de Justiça da Comarca de Macau, não se entende como se não pode oferecer os serviços básicos ao município, ao mesmo tempo que se pode contratar BANDAS, para CARNAVAL, sendo este evento e bandas, motivadores de processos envolvendo gestores da cidade.

A promotoria Isabel Siqueira de Menezes, orienta que o prefeito se abstenha de realizar despesas com eventos festivos, considerando que se incluindo a contratação de artistas, de banheiros químicos, montagem de estruturas para eventos – palcos e arquibancadas, dentre outras despesas, enquanto durar o estado de emergência.

Além disso, sabe-se que no período do carnaval é comum o aumento demográfico no município, e consequentemente o consumo de água, numa cidade onde hoje esse recurso é escasso ou inexistente.

A Promotoria fixou o prazo de três dias para que o prefeito se manifeste, informando se acata ou não a Recomendação, e em que termos, a fim de que o Ministério Público do Rio Grande do Norte possa avaliar as medidas extrajudiciais ou judiciais cabíveis para o caso.

A recomendação é de ontem, terça-feira, 16.

WhatsApp Image 2017-01-18 at 17.52.17

WhatsApp Image 2017-01-18 at 17.52.31

O blog fez recentemente uma observação quanto a inatividade do Portal da Transparência da Prefeitura de Macau, desativado não de agora, mas de outrora. Mais uma vez valeu a notícia com a observação, pois recebemos nesta manhã de domingo, 8, release do governo Tulio Lemos trazendo o Portal da Transparência ao ar.

Para os puxadores de saco e babões da “viúva”, não do prefeito, encarem as notícias com criticas como salutar, pois sempre causam bons resultados.

O release da assessoria da prefeitura diz que a reativação do portal atende uma determinação do prefeito Tulio Lemos e foi uma das suas primeiras medidas de governo. Ponto para o prefeito.

O que for de bom vamos dizer, assim como faremos a divulgação do negativo.

Embora ainda não esteja em pleno funcionamento, o portal tem seu retorno de forma parcial.

Vamos aguardar a plenitude de seu funcionamento com as informações devidas do que acontece na administração.

Acusado de criminoso pela assessoria de imprensa do prefeito Tulio Lemos e de ter realizado emissão de cheques sem fundos, o ex-prefeito de Macau Einstein Barbosa, posta em sua time line no Facebook, que a assessoria do atual prefeito demonstra amadorismo até pra fazer falcatrua, na tentativa de incriminá-lo. Einstein publica as imagens do extrato da conta corrente da prefeitura divulgadas pela assessoria imprensa do prefeito, que segundo o ex-prefeito foi alterada para incriminá-lo:

Veja na integra o post de Einstein :

A Assessoria de Imprensa do atual prefeito Tulio publicou matéria informando que eu teria emitido cheques sem fundo, pois a conta única da Prefeitura (conta nº 5628-6) estaria com saldo de R$ 3.610,32 em 02/01/2017.
Porém, o documento apresentado tem diversos aspectos que indicam uma montagem grosseira, a saber:
1) O documento demonstra que existe um recorte no meio, ou seja, foram juntadas partes diferentes para criá-lo;
2) A parte de cima do documento está desalinhada (torta), enquanto a parte de baixo está alinhada (reta);
3) A parte de cima do documento informa que se trata de extrato da conta, mas a parte de baixo mostra apenas o saldo de investimento (o que é diferente do saldo da conta);
4) O documento se refere ao dia 02/01/2017, podendo ter ocorrido movimentação após o término da minha gestão.
Além disso, o demonstrativo de arrecadação do Banco do Brasil confirma que houve o crédito na conta única da Prefeitura de Macau no dia 30/12/2016 no valor total de R$ 1.269.058,39 e líquido de R$ 831.237,41, valor suficiente para quitar os cheques emitidos na mesma data.
Qualquer pessoa pode consultar essa informação no site do Banco do Brasil, através do link abaixo:
https://www42.bb.com.br/…/beneficiario,802,4647,4652,0,1.bbx
Portanto, se o prefeito Tulio resolveu sustar os cheques, não foi por insuficiência de fundos.

fraude_assessoria_tulio

demonstrativo

Diário oficial do Município de Macau, de ontem, [segunda-feira, 2], publica em sua edição que os ordenadores de despesas da prefeitura são o prefeito Tulio Lemos e seu tio, Chefe de Gabinete João Bosco Afonso.

A publicação mostra que o prefeito e o secretário tem autorização para:

−Emitir Cheques
−Abrir contas de depósitos
−Autorizar cobranças
−Utilizaro crédito aberto na forma e condições
−Receber, passar reciboe dar quitação
−Solicitarsaldos, extratose comprovantes
−Requisitar talonáriode cheques
−Autorizar débito em contarelativo a operações
−Endossarcheques
−Requisitar cartões eletrônicos
−Sustar/conta
–ordenarcheques
−Cancelarcheques
−Efetuarresgates/Aplicações financeiras
−Cadastrar, alterar redes bloquear senhas
−Efetuar pagamentos por meio eletrônico
−Efetuar transferência por meio eletrônico
−Solicitar movimentação financeira no RPG
−Consultarcontas/aplicação. Programas repasses recursos
−Liberar arquivos de pagamento deger. Financeira
−Solicitar saldos e extratos
−Solicitarsaldos/extratos de investimento
−Solicitarsaldo/extrato de operações de crédito
−Emitir comprovantes
−Efetuar transferência para a mesma titularidade
−Efetuar transf eletrônica para ativo de numer
−Fechar contas de depósito
−Consultar obrigações de débitos direto autorizado
−Cartãotransporte
-autorizar deb/trasf meio

Bosco surge como uma espécie de 1º ministro da gestão Tulio Lemos.

Depois de um longo período participando do governo Kerginaldo Pinto, eis que surge as primeiras imagens do renomado fotógrafo Potiguar Canindé Soares no governo Tulio Lemos.

Caninde foi contratado já na posse do novo prefeito de Macau para registrar as primeiras imagens do prefeito.

Durante a campanha o fotógrafo do candidato Tulio Lemos era o macauense Didi.

Fechar