Menu topo

Arquivo por Tag: Brasil

termer_francoTemer comete um plágio presidencial, com uso do Ctrl C Ctrl V. Sem sucesso e com direito a vazamento de áudio, a ex-presidente Dilma, então presidente até que tentou, mas não foi possível a conclusão do fato. Já o seu sucessor, presidente Tampão Temer, esperto e ágil, foi afundo e resolveu a parada de um aliado que precisava de proteção.

Gesto de Dilma que ajudaria o companheiro Lula atribuindo ao ex-presidente foro privilegiado, fora copiado por Michel Temer, nomeando Moreira Franco ministro.

Franco tem seu nome citado na Lava jato apenas 30 vezes. Como diria, Bóris Casoy, “isto é uma vergonha…”

Brasil, São Paulo, SP. Luiz Inácio Lula da Silva e sua mulher Marisa tomam café. - Crédito:CLOVIS CRANCHI
Brasil, São Paulo, SP. Luiz Inácio Lula da Silva e sua mulher Marisa tomam café. – Crédito:CLOVIS CRANCHI

O jornalista Severino Motta, em sua conta do Twitter, informa que o ex-presidente Lula através de telefone está informando a amigos próximos que sua esposa e ex-primeira dama do Brasil, Marisa Letícia, internada há 8 dias após um acidente vascular hemorrágico. Segundo o jornalista, “o próprio Lula ligou para alguns deputados mais próximos para dar a triste notícia sobre a morte de Marisa Letícia.marise_lula

Quando tudo isso passar, quem terá sido o “grande” que resolveu de fato o problema que vivemos no Rio Grande do Norte e em todo o Brasil. Até o momento não vi nenhum parlamentar Potiguar dar uma declaração do porque, estamos vivenciando todo este caos no Estado no sistema carcerário, assim como não vi nenhum dar algum tipo de depoimento, culpando ou defendendo quem quer que seja ou trazendo alguma solução ao problema.

Nenhum parlamentar fala sobre as leis que eles mesmos fazem no Congresso. Talvez nem seja por omissão seja isso desconhecimento mesmo, falta de argumentos e iniciativa para propor mudanças.

Até quando não poderemos mostrar o rosto do menor na TV? O ECA tem que ser respeitado, mas o Estatuto da Criança e do Adolescente deveria ser para crianças e adolescentes inocentes, não monstrinhos ou verdadeiros monstros, que nunca foram a escola, mas no crime já são doutores.

Adolescentes no crime, são usados para matar. Penas brandas, impunidade e leis fracas favorecem a criminalidade. Até quando? Quem é favorecido com isso? Só quando algo acontecer com a classe mais protegida desse país – deputados, senadores, governadores (familiares), juízes e desembargadores, eles vão movimentar a caneta. Enquanto isso, inocentes são mortos todos os dias. Triste realidade.

Aonde andam os batedores de panelas que vão as ruas realizar protestos políticos, esses arruaceiros sem propósitos induzido pela mídia ou grupos políticos. Claro… neste momento de crise que vivemos na segurança nacional, não há nenhum interesse de grupos políticos,  ligados as “facções partidárias”, ou a grande mídia. Entendi!

Esse é o momento de ir as ruas revindicar o direito que temos e que nos garante a Carta Magna. A NOSSA SEGURANÇA. Mas, quem viu nas ruas um adolescente mascarado, gritando ABAIXO A INSEGURANÇA, um maluco desses de direita, pousando ao lado de um padreco pedindo paz, ou um desses esquerdista fissurado em Fidel e Che impulsionados por uma militância socialista inútil e démodé.

A piada não está apenas na classe política, todos estamos incluídos nesse livreto de risadas tupiniquim.

Com qual orgulho empunharei o lábaro, sem a paz no futuro… vivido neste presente, se nenhuma glória tive no passado?

gerdel_cunhaG1 noticia hoje a operação Cui Bono, que envolvem Gerdel Vieira e Eduardo Cunha em esquema que facilitava empréstimo à empresas com retorno de propina. O relatório da Polícia Federal aponta que o ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) atuava “em prévio e harmônico ajuste” com o ex-presidente da Câmara, deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para facilitar a liberação de empréstimos da Caixa Econômica Federal a empresas e, em troca, receber propina.

Geddel, que foi ministro de Michel Temer, foi alvo de operação nesta sexta-feira (13), deflagrada para apurar um esquema de fraudes na liberação de créditos junto à Caixa Econômica entre 2011 e 2013. Ele foi vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa no período investigado pela PF.

A operação, batizada de Cui Bono, se baseia em informações encontradas em um celular em desuso apreendido pela polícia em dezembro de 2015 na residência oficial do presidente da Câmara. Na época, era o deputado cassado Eduardo Cunha que morava no local.

Segundo a PF, o celular apreendido continha “intensa troca de mensagens eletrônicas entre o presidente da Câmara à época e o vice-presidente da Caixa Econômica Federal de Pessoa Jurídica entre 2011 e 2013”.

No despacho que autorizou a operação, o juiz federal Vallisney de Souza Oliveira cita o relatório da PF e a atuação de cada um dos investigados. Além da liberação de créditos da Caixa, as investigações apontam que os dois peemedebistas fornecia informações privilegiadas.

De acordo com o juiz, a Polícia Federal aponta que o “grupo criminoso” era formado, além de Geddel e Cunha, pelo ex-vice-presidente da Caixa e delator da Operação Lava Jato Fábio Ferreira Cleto e pelo doleiro Lúcio Funaro, que está preso e é réu na Lava Jato.

O pastor Valdemiro Santiago foi atacado por um homem durante um culto na manhã deste domingo (8), na Igreja Mundial do Poder de Deus, no Brás, em São Paulo. Valdemiro realizava o culto quando o ajudante-geral Jonatan Higino, 20, o esfaqueou nas costas e no pescoço. O ajudante-geral foi contido por seguranças da igreja, preso e indiciado por tentativa de homicídio por motivo fútil, de acordo com o boletim de ocorrência registrado pela Polícia Civil.

Em vídeo gravado no hospital ao lado de sua mulher, a bispa Franciléia, publicado na página do Facebook da igreja, o pastor tranquilizou os fiéis dizendo que perdoa o criminoso.

“Estava impondo as mãos, acabando de ouvir um milagre de um testemunho. Entrou alguém que eu não sei, por trás, e me deu uma facada no pescoço. Mas fiquem tranquilos, a gente só vai quando Deus quer. Que Deus abençoe vocês e eu perdoo a pessoa que fez isso, não sei quem é, mas ela carece de perdão”.

O ataque ocorreu por volta das 8h. Segundo a polícia, o pastor foi hospitalizado e levou cerca de 20 pontos. O pastor foi liberado ainda no domingo.

 

de UOL

Mais um golpe do governo tampão Temer, desta vez protagonizado pelo Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, presidente nacional do PSD. Um saque descarado e descabido, coisa de larápio, uma espécie de Robin Hood da selva de pedra, que rouba do povo para dar aos ricos, inversamente as ações do herói de Sherwood.

Este, certamente após o golpe que destituiu a presidente Dilma, deve sem dúvidas ser o maior dos golpes no bolso do povo brasileiro.

O assalto previsto pelo Segundo o Tribunal de Contas da União, pode chegar a R$ 105 bilhões. Isso faz o prejuízo da Petrobras pelas mãos das empreiteiras e políticos envolvidos na Lava-Jato, de R$ 20 bilhões, parecer fichinha.

Se vira moda, ladrão não será mais preso no Brasil. O segredo para isso é roubar as claras que tudo vai bem, é institucionalizar o roubo, ai vai tudo bem.

Senhores político aprendam como assaltar o patrimônio público sem ser taxado de corrupto ou serem perseguidos pelo Ministério Público. Aprendam com o senhor ministro Gilberto Kassab [PSD], que deverá após a experiência no governo Tampão do Temer, abrir uma consultoria que ensina a saquear cofres legalmente.

O roubo daria para cobrir o rombo de R$ 72,5 bilhões da previdência, pagar quatro anos de Bolsa Família.

O Projeto de Lei da Câmara já foi aprovado sem alarde na Comissão Especial de Desenvolvimento Nacional, semana passada. Já seguiu para Michel Temer sancionar.

Neste momento aonde andam os coxinhas e os mortadelas? Um bando de idiotas, todos induzidos por mídias que defendem seus interesses e não o interesse da nação. Bandos de babacas que vão as ruas com panelas quando não há motivos que justifiquem suas ações, apenas isso. Reforma da previdência, PEC 55 e um monte de outras coisas acontecem quando estes idiotas esperam um cutucão da imprensa, levando-os à ruas por seus interesses de grupos. Idiotas!

A partir de 1º de janeiro de 2017, os valores do prêmio tarifário do Seguro DPVAT cobrados de motoristas e motociclistas serão reduzidos, conforme resolução da Superintendência de Seguros Privados [Susep] publicada no Diário Oficial da União [DOU] desta quarta-feira, 21.

A redução dos valores abrange dez categorias de veículos. Para automóveis particulares e táxis, por exemplo, o prêmio cairá de R$ 101,10 para R$ 63,69. Para motos, o valor passará de R$ 286,75 para R$ 180,65 e para ônibus, de R$ 390,84 para R$ 246,23.

Pela legislação, o proprietário de veículo sujeito a registro e a licenciamento deve pagar o prêmio do Seguro DPVAT, criado em 1974 para amparar vítimas de acidentes de trânsito em todo o País, não importando de quem seja a culpa pelo acidente. O DPVAT paga indenizações de até R$ 13,5 mil, em caso de morte e invalidez permanente, e de até R$ 2,7 mil para despesas médicas.

Com a resolução, a Susep também modificou alguns porcentuais de repasse dos valores arrecadados com DPVAT. O porcentual para despesas administrativas subiu de 4,75% para 5,35% e para a corretagem média caiu de 0,7% para 0,59%. O índice para prêmio puro mais IBNR [Provisão de Sinistros Ocorridos e Não Avisados] também mudou, de 42,55% para 42,06%. Os porcentuais destinados ao Sistema Único de Saúde [SUS] e ao Denatran continuam os mesmos, 45% e 5%, respectivamente.

Não conheço outro momento político mais delicado no Brasil, onde um governo sem nenhuma legitimação procura destruir o postos de trabalhos e o sonho do trabalhador em alcançar sua aposentadoria. Temer é um “ditadozim”, que manda num congresso surjo, pior que pau de galinheiro, um balaio de corrupto sustentados pelo dinheiro que deveria ser aplica na saúde, previdência, estradas, trabalho etc.

Mas uma ação poderá pôr fim nessa malvadeza. O país pode ter eleições antes do tempo – outubro de 2018, mas que para mim já passada a hora desse tempo. Já é hora de voltarmos as urnas e eleger novo presidente, novos deputados. Mas isto somente não basta, precisamos antes de tudo saber em que votar.

Uma convocação de eleições diretas para presidente, está as nossas portas, basta o Michel Temer ser cassado pela Justiça Eleitoral, que se prepara para julgar uma ação contra o “coringa” julgada no Supremo Tribunal Federal [STF].

Como o ministro relator da causa, Luís Roberto Barroso, já liberou a ação, basta uma decisão da presidente do STF, Carmén Lúcia, para que o Supremo analise a questão. A Corte entrou em recesso nesta semana e retorna ao trabalho em fevereiro.

A ação vem tramitando no Supremo sem alarde e seu potencial de provocar eleições diretas tem sido ignorado. Por enquanto, prevalece em Brasília a percepção de que, caso Temer seja destituído pelo Tribunal Superior Eleitoral [TSE], seria necessário aprovar uma PEC [proposta de emenda constitucional] para viabilizar eleições diretas no país. A base de Temer, porém, tem bloqueado essa discussão no Congresso.

Já escrevi aqui sobre a palavra que mais se ouve hoje “crise”. No meu ponto de vista ainda não há a “crise que se falam, o que existe são transferência de divisas – moedas mudando de mãos, se distanciando dos mais desprovidos de riquezas e indo para nas mãos dos mais afortunados, aí sim existe a tal crise.

Aonde anda a crise mesmo? no último dia 12 de dezembro escrevi o post Crise, que Crise?, dias depois li em vários portais e blogs notícias sobre crise, onde os textos combinavam com o que havia dito aqui, um verdadeiro suíte, o que poderia novamente comentar, mas não quis repercutir, até ver uma matéria sobre investimentos do governo do RN.

Não sou adivinho, não jogo búzios ou cartas, mas profetizo! Sairemos da “crise”.

Um breve histórico do que li recentemente sobre crise, economia e investimentos.

  •  Em Jucurutu, município com população de 18 mil habitantes, na região Seridó, o governador Robinson Faria, inaugurou nesta terça-feira, 20, mais uma unidade do Restaurante Popular. Até janeiro de 2017 serão inauguradas mais seis unidades o que vai totalizar 32 restaurantes. Serão contemplados os municípios de Natal [bairros Planalto e Pompéia], Mossoró, São José de Mipibu, Jardim de Piranhas e São Miguel.
  • O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Natal, Augusto Vaz, contou suas expectativas para as vendas do comércio durante o iminente período natalino. De acordo com o especialista, a previsão é de que a população preencha as lojas e shoppings.
  • A arrecadação de impostos e contribuições federais chegou a R$ 102,245 bilhões em novembro. Na comparação com novembro de 2015, houve um pequeno aumento real [descontada a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA] de 0,1%.
  • Em novembro, vendas de títulos somaram R$ 1,84 bi, o terceiro maior valor mensal do ano e o maior montante para o mês desde a criação do Tesouro Direto, em 2002.
  • Projeto de US$ 14,3 bi no Pará fará extração de minério de ferro de baixo custo.
  • Com incentivos do governo, cerâmica é inaugurada e gera 800 empregos que serão criados no RN

Para não nos estendermos mais, irei citar só mais um investimento do governo do RN, que se trata do saneamento na Capital Potiguar, rasgando ruas por toda cidade do Natal.

Aí você vai dizer: O governo está com os salários atrasados e isso não é crise?

– Não! isto não é crise. é a nova política adotada pelos governos, isso sim. Observem que só não há dinheiro para pagamento de salários, uma espécie de forçar a barra para que se peçam demissão. É a nova política pública dos governantes.

criseO País enfrenta uma das maiores crises de todos os tempos, segundo alguns críticos e estudiosos políticos. Certo? Errado! Acredito que vivemos uma ampliada dramatização da mídia, induzindo a crise no subconsciente do brasileiro. Pois o que observamos é que a moeda está mudando de mãos entre as pessoas físicas. Há poucos dias, vimos uma multidão de foliões divididos entre potiguares em sua maioria e, turistas se esbaldando nos corredores da folia e nos caríssimos camarotes do carnatal. Onde está a crise? Na mídia é claro! Na cabeça do brasileiro assalariado que ainda não notou que o que aconteceu é que seu poder de compra apenas fora transferido para aqueles que são ricos, como era no passado próximo.

Estamos nos aproximando do fim de ano e poderemos ver que as cidades estão ficando enfeitadas, em suas avenidas principais, como se apenas ali, morasse ou houvesse contribuintes do erário, mas isso é outra história pra ser contada depois. Pessoas em shoppings realizando compras – arvore de natal, presente para parentes etc.. Tudo isto em meia a “crise”. Onde há crise?

Acredito na manipulação de uma enorme farsa com o nome de crise, fabricada por grupos [agentes] líderes de oligopólios de mercado donos de informação privilegiada, capazes de gerar desespero nos apostadores menores da jogatina financeira, algo também conhecido como comportamento de manada, isso se dá sob a informação adquirida através da mídia, o único meio de informação que as divulga segundo a seus interesses político-econômicos.

Outra grande mentira sobre crise é em relação à Previdência Social desvendada em tese de doutorado da economista Denise Gentil, que destroça os mitos oficiais que encobrem a realidade da Previdência Social no Brasil. Uma gigantesca farsa contábil transforma em déficit o superávit do sistema previdenciário, que atingiu a cifra de R$ 1,2 bilhões em 2006, segundo a economista.

A “crise” tem o apoio da grande mídia nacional e está se consolidando na mente de cada brasileiro. Tudo devido a um período onde as classes de ricos que ficaram mais ricos pobres menos pobre e a classe média desaparecendo se nivelando a pobres, tudo que eles não quiseram e em nome disso criam o conceito de transformar a mentira em verdade. Estamos em “crise”. Que crise é essa?

Nos municípios [prefeituras], o nepotismo, o grande número de cargos comissionados e contratos, a falta de profissionais capacitados e comprometidos, falta de foco, problemas políticos-pessoais e pessoas erradas em lugares errados, além da má administração e corrupião explicam o resultado da crise. Assim, onde está a crise?

Após o natal e o réveillon, vem aí o carnaval, vamos ver se haverá crise.

Fechar